ARTIGOS

> RESUMO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS E TEXTOS SOBRE NUTRIÇÃO
< voltar
Vitamina D e Imunidade 30-mar-2020

Vitamina D e Imunidade

Já sabemos da importância da vitamina D no metabolismo ósseo em nosso organismo. Sabe-se comprovadamente que níveis insuficientes de vitamina D é relacionado com a maior incidência de fraturas ósseas.

Hoje, mais do que nunca, tem-se discutido da importância/ação da vitamina D como reforço do nosso sistema imunitário porém o processo pelo qual isso ocorre (ou se é de fato verídico) pouco se discute.

Facilmente, após uma breve pesquisa, vemos quanta informação nova e preciosa temos a nossa disposição na literatura sobre este tema.

Imagine que todos os nossos hormônios funcionam através da ligação com seus respectivos receptores na célula onde ele quer atuar. A vitamina D, até mesmo por ser classificada como hormônio, não é diferente.

Imagina que há receptores pra vitamina D na maioria das células do seu sistema imune (linfócitos, monócitos, macrófagos e células dendriticas). Veremos que isso não é atoa.

Então, o receptor de vitamina D (VDR) é presente na maioria das nossas células imunes e, assim que a ligação vitamina + receptor ocorre, a vitamina é convertida da sua forma inativa à forma ativa (1,25 Hidroxivitamina D) e esta atua na maturação e proliferação das respectivas células de defesa, ativando e potencializando sua defesa contra um possível agressor.

Estudos já mostraram, inclusive, que a exposição dessas células imunes a patógenos, como por exemplo da tuberculose, aumenta a expressão dos receptores VDR aumentando a ativação de vitamina D.

Penso que toda essa relação não seria atoa, ne?

Sabe-se ainda que baixos níveis de vitamina D é associado a progressão e mortalidade em pacientes soropositivos (HIV).

Por fim, não menos importante, vários estudos apontam a relação entre a vitamina D, microbiota intestinal e modulação da imunidade, onde baixos níveis de vitamina D estão relacionados ao aumento da permeabilidade intestinal e também maior incidência de doenças inflamatórias do intestino. Isso ocorre pois no intestino, assim como nas células imunes, também há receptores para a vitamina D (VDR).

Segundo estudos Níveis sanguíneos de vitamina D entre 50 e 75nm/L tem parecido seguros e suficientes pensando na ação e nos benefícios da vitamina.

Vitamina D e Imunidade
Fonte: